Categoria: Psicologia

Festa Junina em tempos de Pandemia

As festas juninas são traço marcante da cultura popular brasileira e aqui no SBA essa data sempre teve um lugar especial no nosso calendário de eventos.

Esse ano, com adaptações e muita alegria nos divertirmos mais uma vez. Com início na Av. Willi, um grupo formado pelas Terapeutas Ocupacionais, Psicologa e outros colaboradores fizeram uma emocionante festa itinerante pelo residencial.

Muitas tradições acompanham as festas juninas, desde a decoração tradicional, que parte dos moradores ajudaram a confeccionar em suas casas, até a comida típica, que foi servida no almoço e durante o lanche da tarde pelo setor da nutrição.

Programa Maturar 2020 – Psicologia

O Programa Maturar é uma atividade semanal que possui o intuito de levar ou relembrar conhecimentos.

A Psicologa Ana Caroline trouxe um conteúdo bastante interessante, a Mitologia Grega.

A mitologia grega trata de temas universais vividos por deuses e seres humanos. São paixões, tradições, culturas, relações entre amigos, parentes, sociais e políticas. Os mitos falam da origem do universo e de tudo o que nele existe e apresenta grandes lições de moral e ética.

Segue link para fotos:

Programa Maturar- Psicologia (10/02/2020) / Google Photos

 

Música para a terceira idade: benefícios para a saúde mental e física

Que a música faz bem para a saúde de todas as pessoas, isso é inegável, sendo inclusive, comprovado cientificamente. E quando ela é aliada à terapia, os benefícios são ainda maiores para a qualidade de vida na terceira idade, podendo até mesmo prevenir, tratar ou amenizar certas doenças.

Portanto, se você ainda não conhece todos os benefícios da musicoterapia para a saúde física e mental da terceira idade, o post de hoje é dedicado a esse tema. Acompanhe.

Como é feita a musicoterapia

Terapia que utiliza a música, a musicoterapia é feita por profissionais especializados, musicoterapeutas, dentro de um contexto social, clínico e educacional, tendo o objetivo de prevenir ou tratar problemas na saúde mental de pessoas em diversas idades. Os benefícios são tantos que contribuem, inclusive, para a redução e o tratamento de doenças físicas, como a hipertensão.

Na prática, a musicoterapia trabalha com melodias, harmonias e ritmos, promovendo em na terceira idade o desenvolvimento de algumas características, como aprendizado, relacionamento, comunicação, expressão e organização. É, portanto, uma terapia não verbal que utiliza o som de instrumentos musicais, dos movimentos e do próprio corpo.

Essa terapia pode ser feita de várias formas: uma delas é quando o musicoterapeuta toca músicas para o paciente, que, geralmente, pode apresentar dificuldades motoras. Outra forma é quando a própria pessoa toca os instrumentos, dança, canta ou realiza outras atividades junto ao terapeuta. O tratamento pode ser mesclado e vai depender dos objetivos a serem alcançados.

No SBA Residencial a música é elemento importante no dia a dia dos moradores. Em eventos organizados pelo condomínio, eles podem desfrutar de belas melodias que reavivam a memória, como o caso das antigas marchinhas de Carnaval, lindamente tocadas pelo Professor Wilson.

Os principais benefícios da musicoterapia para a vida na terceira idade

Confira a seguir uma lista com as principais vantagens da musicoterapia para a saúde física e mental da terceira idade:

1. Aumenta o raciocínio lógico e a concentração

Por manter o cérebro ativo, a musicoterapia auxilia na ativação de um grande número de neurônios. Dessa forma, quem está na terceira idade é despertado para a criatividade, o desenvolvimento do raciocínio e da concentração, facilitando o aprendizado.

2. Ajuda na socialização com o desenvolvimento de atividades psicomotoras

As sessões de musicoterapia também desenvolvem a socialização da terceira idade, pois além de recuperar a capacidade motora de determinados movimentos, eles passam a se sentirem mais úteis, com maior autonomia e menos solitários, o que evita a depressão, por exemplo. Dessa forma, ele aprende a controlar seus músculos e a movê-los com mais desenvoltura, auxiliando no equilíbrio do sistema nervoso.

3. Auxilia no controle de doenças

A influência da música no cérebro de quem está na terceira idade é tão forte que as sessões de terapia auxiliam na prevenção, no controle e no tratamento de muitas doenças, tais como:

  • Distúrbios de comunicação (como a gagueira e outros distúrbios na fala);

  • Distúrbios de comportamento (como a hiperatividade);

  • Dores crônicas;

  • Doenças mentais, como a depressão, a ansiedade e a esquizofrenia, além de distúrbios de humor e personalidade;

  • Doenças neurológicas, como o Mal de Parkinson e o Mal de Alzheimer;

  • Deficiências físicas (como a distrofia muscular), visuais e auditivas;

  • Hipertensão;

  • Pessoas em tratamento contra o câncer e que realizam quimioterapia, radioterapia e imunoterapia;

  • Doenças respiratórias, como a asma;

  • Doenças cardíacas (inclusive o tratamento ajuda a preveni-las);

  • Lesões cerebrais.

4. Aumenta ou diminui a energia muscular, reduzindo a fadiga

A musicoterapia atinge em cheio o chamado sistema límbico, que é a região do cérebro responsável pelas emoções, pela afetividade e pela motivação.

Dessa forma, as pessoas sentem-se com mais energia e disposição para realizarem suas atividades cotidianas, reduzindo a fadiga excessiva, pois eles acabam recuperando a noção espacial ‒ que é um dos fatores que mais pode incapacitá-los, pois a falta de um senso de espaço pode causar alguns acidentes. Por outro lado, a terapia também os deixa mais relaxados, ajudando inclusive a terem boas noites de descanso.

Com todos esses benefícios que a musicoterapia traz para a qualidade de vida na terceira idade, não deixe de incluí-la na rotina dos membros da sua família. E, claro, não deixe de aproveitar bons momentos juntos tendo as músicas preferidas como pano de fundo. Afinal, música faz bem em qualquer época e em qualquer idade.

Caso queira receber mais informações sobre como a musicoterapia pode proporcionar melhor qualidade de vida na terceira idade, entre em contato com o SBA Residencial através do Fale Conosco.

Baixe aqui nosso E-book!

 

Diálogos do Chá Filosófico

E lá se foram 14 edições do projeto que é um sucesso na SBA: o Chá Filosófico.

Os temas abordados nas últimas duas edições foram Frustração e Angústia.

O projeto aborda sempre questões reflexivas sobre a vida, o sentido do envelhecimento, além de questões comportamentais e sentimentais. Conduzido pela psicóloga Daniela Bernardes, a roda de conversa conta com moradores fiéis, que não perdem uma edição. Mas também, há novos integrantes do grupo que são acolhidos quando chegam, como é o caso do Sr. Antonio Paim, que participou pela primeira vez na edição de março e comentou o quanto o meio acadêmico é composto por frustrações. Sr. Paim é filósofo, historiador, foi professor universitário e já escreveu diversos livros e artigos.

Durante o chá, são exibidos alguns vídeos e são lidos poemas e textos interessantes, pertinentes aos temas escolhidos. “O intuito do projeto é promover a ressignificação de emoções e das experiências de vida”, destaca a psicóloga.

Confira algumas imagens clicando na foto abaixo.

Chá Filosófico – Frustração 27/03/17 / Google Photos

Chá Filosófico promove diálogos interessantes

O tema “alegria” foi escolhido para a roda de conversa do mês de fevereiro, no já tradicional Chá Filosófico. Conduzido pela psicóloga da SBA, Daniela Bernardes, o último tema não podia ser mais apropriado para uma segunda-feira de carnaval.

Durante a sessão, questões reflexivas foram levantadas como: O que gera alegria? Qual seu sentido em nossa vida? Como a alegria é expressada?

O Chá Filosófico objetiva levantar reflexões sobre a vida, sobre o sentido do envelhecimento, sobre comportamentos e os sentimentos. “O intuito do projeto é promover a ressignificação de emoções e das experiências de vida”, destaca a psicóloga.

O projeto tem recebido retornos positivos dos participantes, como destaca o morador Sr. Giorgio: “Tenho acompanhado com interesse as sessões de Chá Filosófico. Gosto da escolha dos assuntos, do material apresentado, e de como as sessões são conduzidas. Realmente, um excelente trabalho. Parabéns!”.

Um dos poemas lidos e discutidos durante o Chá:

Era prazer? Era.
Mas era mais que prazer. Era alegria.
A diferença? O prazer só existe no momento.
A alegria é aquilo que existe só pela lembrança.
O prazer é único, não se repete.
Aquele que foi, já foi. Outro será outro.
Mas a alegria se repete sempre.
Basta lembrar.
(Rubens Alves)

 Vejam as fotos da ação clicando na primeira imagem.

Chá Filosófico 27/02/17 / Google Photos

SBA na Mídia – Mercadoterapia

Mercadoterapia foi o tema abordado pela Revista Da Hora, no último domingo (16/10), em que mais uma vez, o SBA Residencial contribuiu com sua referência no cuidado com idosos.

A Médica Geriatra e Coordenadora de Saúde da SBA, Dra. Daniela Gomez, destacou os benefícios dessa terapia. Confira abaixo alguns destaques da reportagem de Lais Oliveira:

“Ao frequentar o mercado, o idoso exerce sua autonomia, o que lhe dá a sensação de bem-estar e de estar vivo. Essa vivência faz parte da terapia aplicada com nossos residentes, para que todos estejam sempre em contato com o cotidiano e continuem com seus hábitos”

“O simples planejamento do que vai ser levado para casa, bem como o cáculo da quantidade para fazer determinada receita ou para repor a despensa, já são ótimos exercícios para a mente. A pesquisa e a soma dos preços, assim como a escolha dos produtos também. É uma atividade de estímulo cerebral e pode melhorar a cognição”, destaca Daniela. “Há quem caminhe diariamente até o mercado. Se levarmos em conta que 30 minutos diários de caminhada reduzem riscos de doenças cardiovasculares, podemos considerar uma atividade física representativa, acrescenta a geriatra.

Leia mais no link. Clique aqui

O arquivo completo pode ser acessado em nosso Google Drive clicando aqui

 

sba-residencial-na-midia-revista-da-hora-16out2016

Terapia com cães no SBA Residencial

Era para ser mais uma tarde de atividades com os “Patas Therapeutas”, mas para a Sra. Irene, moradora do SBA Residencial, foi muito mais do que isso: Foi a primeira vez na vida que Irene, de 86 anos, encostou e interagiu com um cachorro. A moradora sempre sentiu medo de animais, mas ao perceber que a atividade estava contagiando seus amigos do residencial, resolveu experimentar, e foi paixão à primeira vista, ou melhor, ao primeiro carinho.

O objetivo das Interações Assistidas por Animais (IAA) é aprimorar a sociabilidade, melhorar aspectos emocionais e a função cognitiva. O contato proporcionado pela IAA traz vários benefícios como bem-estar e alegria. Confira as fotos deste encontro inesquecível!

Interação com cães / Google Photos
residencial de idosos

Qual a melhor decisão: Cuidar do familiar em casa ou buscar um serviço especializado?

Esta dúvida nos assola por vezes, quando somos responsáveis por cuidar de pais, avós, tios, enfim, entes queridos que envelhecem e por vezes adoecem, necessitando de nosso apoio e cuidados, de modo mais detido e personalizado, como o serviço de um residencial de idosos.

É extremamente importante pensar no modo de cuidar destas pessoas, sem esquecer de cuidar do nosso próprio bem-estar.

Sob esta perspectiva, um residencial de idosos é uma das melhores opções para quem se encontra no dilema: permanecer com o ente querido em casa ou buscar um serviço especializado.

Mudar-se para um residencial de idosos, nos permite contar com pessoas especializadas para auxiliar e dividir preocupações, assim como para acolher e orientar, e principalmente para cuidar da forma correta.

É importante considerar algumas perguntas que auxiliam na hora da decisão pela mudança para um residencial de idosos:

  • Consigo administrar cuidadores contratados (empregados) e a casa do meu ente querido (caso ele resida em sua própria casa)?
  • Consigo visitá-lo e dar a ele o suporte que gostaria e ainda cuidar da minha vida particular (trabalho, cônjuge, filhos, etc.)?
  • Me sinto tranquilo e confiante com os cuidadores que prestam assistência ao meu ente querido?
  • Acredito que, mesmo em minha casa ou na dele, a qualidade de vida que proporciono, (interação social, passeios, atividades culturais, visitas de familiares, etc.) é suficiente para suprir as demandas atuais de que ele necessita?
  • Estou preparado para lidar com preocupações advindas de intercorrências que demandem emergência médica e hospitalização?
  • Me sinto confortável na condição atual de cuidador/responsável do meu ente querido?

Caso tenha respondido NÃO à maioria das perguntas acima, é o momento de pensar na possibilidade de transferir seu ente querido para uma Instituição de Longa Permanência (ILPI), pois o que parece estranho à princípio, pode ser benéfico para todos os envolvidos.

Daniela Bernardes Psicóloga SBA Residencial

Quer mais informações e dicas para a hora de decidir sobre um residencial de idosos? Baixe agora nosso E-book!

Baixe agora o E-book

PROGRAMA MATURAR

O SBA Residencial busca o constante aprimoramento de suas ações, além da inovação dos serviços oferecidos. Nesse sentido, um projeto foi desenhado com muito carinho pela equipe da SBA, ganhou forma, conteúdo e se transformou em um programa que está recebendo cada vez mais interessados. Trata-se do Programa Maturar – “A faculdade para a terceira idade da SBA”.

Este Programa tem como objetivo proporcionar aos idosos, atividades acadêmicas e culturais de modo adaptado, através da abordagem de diversos temas e ações diferenciadas que buscam desenvolver o melhor de cada participante, dentro das peculiaridades e limitações trazidas pelo envelhecimento.

O Lançamento do programa foi no dia 7 de julho com a primeira aula sobre Arte Brasileira, que integra o eixo Arte e Cultura. Todas as aulas são ministradas por profissionais da SBA, além de convidados, e ao longo do ano serão abordados outros temas como Introdução à Informática, do eixo Conhecimentos Gerais, Introdução ao Espanhol e História da Música Clássica. O programa conta ainda com projetos experimentais em que a Jardinagem será introduzida, sendo que algumas disciplinas trarão teoria e prática, na intenção de suscitar experiências diversas aos participantes, agregando novos estímulos e saberes. Jardinagem e História da Arte são disciplinas que compõem tais vivências práticas.

“Entendemos que envelhecer requer aprendizado de novas formas de enxergar o mundo e as experiências pregressas, atuais e futuras, e que agregar conhecimento e troca de saberes é uma das formas de se perceber a vida de modo mais consciente e prazeroso”, destaca a psicóloga do SBA – Residencial para idosos, Daniela Bernardes.

Em breve mais informações sobre a programação do Maturar – Aprender e Ensinar na Maturidade.

[pi_ifg data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ pi_user_id=”117916604358512877018″ pi_album_id=”6309737950541947121″ pi_sort_album=”standard” pi_type=”picasa” pi_style=”tiled_gallery” pi_slideshow_limit=”” pi_maximun_width=”” pi_slideshow_autoplay=”” pi_slideshow_single_item=”0″ pi_slideshow_items=”5″ pi_slideshow_items_desktop=”5″ pi_slideshow_items_tablet=”2″ pi_slideshow_items_mobile=”2″ pi_theme=”light” pi_thumbnail_alignment=”justified” pi_thumbnail_lazyload=”true” thumbnail_width=”” thumbnail_height=”” pagination_max_thumbnail_lines_per_page=”” thumbnail_gutter_height=”” max_item_per_line=”” pi_breadcrumb=”true” pi_thumbnail_label=”true” pi_thumbnail_label_alignment=”center” pi_thumbnail_label_position=”overImageOnBottom” pi_max_width=”” pi_color_scheme=”none” pi_thumbnail_hover_effect=”slideUp” pi_item_selectable=”false” pi_rtl=”false”]

 

CHÁ FILOSÓFICO

No Chá Filosófico do mês de Julho os moradores debateram sobre um tema tão delicado e tão precioso para todos, A Saudade.

Saudade de tempos que não voltam mais, mas que trouxeram muito aprendizado. Saudade de pessoas que se foram, mas que deixaram sua marca na vida de cada um de nós.

Como lidar com ela? Como conviver com a dor da saudade, o que ela nos ensina? Todas essas perguntas foram respondidas de forma doce, onde todos compartilharam suas experiências e foram acalentados pelas palavras sábias de cada participante.

O próximo tema do Chá Filosófico já está sendo preparado para os moradores do SBA Residencial para idosos, que aproveitam esse momento para expressarem seus sentimentos. Até o mês de Agosto!

[pi_ifg data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ data_shortcodeid=’pi_ifg’ pi_user_id=”117916604358512877018″ pi_album_id=”6309739146160038225″ pi_sort_album=”standard” pi_type=”picasa” pi_style=”tiled_gallery” pi_slideshow_limit=”” pi_maximun_width=”” pi_slideshow_autoplay=”” pi_slideshow_single_item=”0″ pi_slideshow_items=”5″ pi_slideshow_items_desktop=”5″ pi_slideshow_items_tablet=”2″ pi_slideshow_items_mobile=”2″ pi_theme=”light” pi_thumbnail_alignment=”justified” pi_thumbnail_lazyload=”true” thumbnail_width=”” thumbnail_height=”” pagination_max_thumbnail_lines_per_page=”” thumbnail_gutter_height=”” max_item_per_line=”” pi_breadcrumb=”true” pi_thumbnail_label=”true” pi_thumbnail_label_alignment=”center” pi_thumbnail_label_position=”overImageOnBottom” pi_max_width=”” pi_color_scheme=”none” pi_thumbnail_hover_effect=”slideUp” pi_item_selectable=”false” pi_rtl=”false”]